quinta-feira, 19 de maio de 2016

Défice de atenção e um blog ao abandono...

Já vos disse que tenho défice de atenção? Mas não sou hiper-activa (até sou mais para o molengona...lol)...só me distraio com tudo...
Quando andava na escola primária lembro-me que as folhas da avaliação de cada período diziam que era boa aluna, mas que me distraía com tudo. 
Lembro-me que os trabalhos de casa eram um suplício, tudo porque demorava uma tarde INTEIRA a fazê-los. Distraía-me com os livros do filho da minha ama, distraía-me com os bibelots da secretária da filha dela, distraía-me com os tupperwares, até me punha a dançar...Cheguei a dizer à minha ama que já tinha feito os trabalhos de casa (quando ainda faltava uma série de coisas), para poder ir ver os desenhos animados (ah a Candy Candy...). Claro que quando cheguei a casa e disse que ainda tinha de ir fazê-los levei um raspanete de tal ordem que nunca mais repeti a brincadeira.
Isto tudo para dizer que acabo por ter muitos interesses e não tenho tempo para tudo (acho que simplificar é a palavra de ordem,...), mas pior do que isso é eu começar a arrumar a mesa da sala, e quando vou arrumar uma t-shirt da J, pôr-me a arrumar TODA a roupa dela, e depois como descobri umas calças que já não lhe servem, vou colocá-las no saco que já tenho preparado para a roupa que não lhe serve, e como o saco está na despensa, verifico que tenho os sabões todos tortos, e ponho-me a arrumá-los, e depois lembro-me que devia fazer um sabão só de côco com cheiro de citrinos, e vou fazer cálculos...e a mesa continua desarrumada....
E com este blog aconteceu um bocado isso, fora o facto de achar que não tenho histórias engraçadas para partilhar...
a ver se o revivo :D

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Vou-me dedicar à produção de cogumelos...ou não...

Depois da produção inesperada deste, eis que, numa tentativa de produzir manjericão me aparece este:



Mas já fui verificar, e o estranho ser vegetal morreu...portanto se calhar não é uma boa ideia. Continuo sem saber como eles aparecem...

domingo, 28 de dezembro de 2014

Reflexões acerca do trânsito...

Ao fim de muito tempo, consegui um tempinho para vir aqui dar-vos conta de um assunto acerca do qual tenho reflectido imenso...o trânsito nesta cidade de taxistas malucos, espertalhões que ultrapassam a fila pela direita, entre outros.

Então começando com os taxistas...já apanhei de tudo: um era demasiado louco, nos túneis do Campo Grande ia a 120km/h, o outro veio a reclamar do estado do país, e que o percurso que eu ia fazer não lhe
compensava e ainda me disse: "A senhora concorda (com o que eu andei a dizer) mas não gratifica (por não lhe ter dado gorjeta)!!!" Ao que eu respondi: "A vida custa a todos!!!" (Sim, porque a mim ninguém me dá gorjetas...).

Depois há o pessoal que não agradece quando os deixo colocarem-se à minha frente na fila... fico possessa...isto porque eu agradeço sempre e boa educação fica sempre bem. Por outro lado fico possessa com o pessoal que não me dá prioridade quando a tenho...Se bem que ultimamente ando mais zen...

Mas o que realmente me tira do sério são duas situações:

- Pessoal que circula de mínimos, ou pior...sem luzes, quando chove
- Pessoal que queima vermelhos

A minha questão é a seguinte, em relação aos primeiros...as luzes não servem só para vermos, servem também, e muitas vezes é até a função delas, para sermos vistos!!!! Ora, um carro escuro, numa tarde chuvosa, a circular sem luzes...pois... NÃO SE VÊ!!!!!!!!

Em relação aos segundos...já não é a primeira vez que tenho de ficar, na passadeira, como sinal verde PARA MIM, à espera que suas excelências, cheias de pressa, passem, porque devem ser daltónicos esquisitos, e o vermelho significa que podem avançar...correndo o risco de ser abalroada...

Pior do que isso, são estas duas situações, numa manhã de nevoeiro...

Mas depois temos também a questão do estacionamento...caótico... mas como é que querem que as pessoas estacionem bem nesta cidade, se até o carro da escola de condução está mal estacionado?!?!?!?!?!?


Para que não restem dúvidas... o carro da escola de condução é o que se encontra mesmo na curva...

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

A Whole New World...

Poderia vir aqui falar-vos de como adorei o Alladin, e de como adoro a música cujo título dá nome a este post, mas não, venho falar-vos do maravilhoso mundo das fraldas reutilizáveis...

Descobri que havia fraldas reutilizáveis há uns tempos quando comecei a minha senda pelo que podemos fazer pelo planeta. Na altura descobri um blog que já não é actualizado, mas onde li acerca do copo menstrual (que parece-me que será o meu próximo acto ecológico) e li acerca das fraldas reutilizáveis.

Quando engravidei, comecei a pesquisar loucamente. Descobri no facebook alguém que vendia, andei a pesquisar ainda mais, e comprei 4 fraldinhas. Pensei para mim, não custa experimentar.

Com o avançar da gravidez continuei a pesquisar, lia os vários blogs e sites sobre o assunto, comecei a aprender acerca das rotinas de lavagem, os vários tipos de fraldas (são imensos, como diz o título...é um mundo), e descobri também que havia um grupo no facebook. Aderi e fui lendo ainda mais.

Avisei o J. que queria experimentar, sem stress. As minhas colegas/amigas a quem eu falava no assunto invariavelmente diziam: "Tu és maluca!!! Sim, sim, isso é muito bonito, mas logo te vais fartar, isso dá muito trabalho, blá,blá,blá....!".

Como, apesar de não parecer, eu sou um bocado torcida decidi que ia levar a minha decisão avante. (Ai estão a dizer que não consigo???? Então vão ver!!!!).

Entretanto, a minha amiga L. que também estava grávida disse-me que também ia usar reutilizáveis. Achei o máximo. Assim, sempre tinha pelo menos uma pessoa próxima de mim a apoiar-me :)

A J. nasceu e entretanto comprei mais 3 fraldinhas. Comecei a usar quando ela tinha cerca de 3 semanas/1 mês. Como tinha muito poucas fraldas usava as reutilizáveis todas que tinha (dava para cerca de um dia) e depois punha-as a lavar e usava descartáveis.

Atenção que apesar de ser a maluquinha das fraldas não sou fundamentalista. Tenho fraldas descartáveis para emergências (ficar sem fraldas da noite, uma saída mais demorada, ficar sem fraldas lavadas e secas...), e nas férias decidi fazer uma pausa na rotina da lavagem.

Comecei a fazer wishlists na Ecologicalkids, encomendei a fralda maravilha da Bumgenius, a Albert :D, a madrinha ofereceu duas no Natal, a tia ofereceu mais duas, e a madrinha ainda ofereceu mais algumas. A mãe (eu) aproveitava promoções do facebook e da loja, e a avó ainda foi cravada para oferecer mais umas da Mita. Em Março deste ano posso dizer que já tinha o stock completo, mas entretanto saiu uma edição especial da Bumgenius, e sim, comprei mais uma fraldinha :)

Agora em relação ao mundo novo:

Tipos de fraldas, São aos montes: de bolso, tudo em um, pré-dobradas, de contorno, ajustadas, musselinas normais (bem, só me lembro de 5)

Siglas usadas no grupo do facebook: LL, BG, FR, BB, GV ...por ordem: Little Lamb, Bumgenius, Fraldas Reutilizáveis, Blueberry, Grovia.

Rotinas de lavagem e problemas que podem surgir, lavagem sem detergente, a frio, lavagem longa com detergente a 40ºC, enxaguamento a quente, e mais enxaguamento para tirar tudo, amónia, maus-cheiros, entupimento, fugas (de xixi)...sim, já tive que fazer um tratamento mais especial às fraldinhas...entretanto apercebi-me que a moça começou a fazer mais xixi, portanto tive que aumentar o poder de absorção das fraldinhas. Meti os meus dotes de costura recém-descobertos à obra e fiz uns quantos absorventes a partir de toalhas velhas/feias.

E pronto, descobri um mundo novo, e apesar dos percalços que vão aparecendo, está a correr muito bem. Adoro dizer que a minha filha usa fraldas reutilizáveis, mesmo quando me olham com ar de "Ah! OK! - Tu não bates bem da cabeça!".

Porque é que tenho orgulho nisso? Então vejamos, se um bebé "produz" em média uma tonelada de fraldas (já pesaram uma fralda cheia de xixi...umas 500g...ora fazendo a conta a 5 fraldas por dia - 1 da noite e 4 durante o dia- 7 dias por semana, 52 semanas num ano, durante 2 anos dá 1850kg....é muito kilograma....) a J. até deixar as fraldas irá produzir muito menos. Outra questão: Já pensaram no que está dentro das fraldas descartáveis que faz com que sejam mesmo absorventes? Pois...cenas estranhas...E depois temos a razão mais fútil de todas (mas não menos importante, claro): São giríssimas. Nomeadamente estas da nossa colecção:

bumGenius ElementalbumGenius ElementalbumGenius Freetime

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Rotina? Qual rotina????....

A minha casa está de pantanas, vou conseguindo fazer o menu semanal e a lista de compras e pouco mais. A J. já fez um anoe parecendo que não acaba por necessitar de mais atenção (colinho, miminhos, maminha) e dorme menos portanto, para fazer as coisas todas que tenho de fazer terei que pôr os JJ fora de casa por um dia inteiro (AHAHAH!!!!) ou pelo menos umas horas. É por isso que este blog não é actualizado desde Julho...Ó MEU DEUS...já estamos em Novembro...

A ver se os consigo "expulsar" de casa para conseguir vir aqui mostrar aos cépticos das fraldas maravilhas como um ano depois continuamos de pedra e cal a usar as fraldinhas (com alguns percalços pelo meio, sim, mas de pedra e cal), como foi o bolinho da J, feito por mim, como eu fiz uma mala/carteira e uma bola para a J.

A ver... :)

quinta-feira, 3 de julho de 2014

Estamos perdidos...

O título deste post não tem nada a ver com uma reflexão acerca do estado do país nem nada que se pareça...
Venho contar-vos uma anedota que inventei há uns bons anos...

"Um grupo de amigos vai passear na floresta e perde-se. Entretanto ficam rodeados de monstros.
Um deles diz:
- Estamos perdidos!!!!
Diz um outro:
- Não!!!! Estamos achados!!!!!"

E é isto...

sábado, 14 de junho de 2014

Workshop trocado...

No domingo passado, foi o dia Verde, nos jardins do Museu da electricidade.

Quando soube do programa vi logo que já tinha onde ir no domingo à tarde. Assim, inscrevi-me logo em 2 workshops. Um de Cosmética natural, dado pela Ana Caseiro, e outro de Pilates.

Assim, às 3 e meia da tarde de domingo agarrei na minha mãe, e aí fomos nós à descoberta.

Achei logo o stand da Cosmética natural e fomos dar uma voltinha para fazer tempo.

Assistimos ao workshop que foi muito giro, e acabou depois da hora.

Como o de pilates já tinha começado lá fui à procura de um grupo de pessoas a fazer exercício, e juntei-me.  Fui fazendo os exercícios, e pensando que era um bocado diferente do que estava à espera. No fim, a treinadora perguntou se tínhamos gostado e começou a explicar as origens do PNF Chi...

Conclusão...Enganei-me no workshop!!!!! Só tenho pena de não ter feito o de Pilates.

Foi uma tarde muito bem passada, fico à espera do próximo para levar a J.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Wook

WOOK - www.wook.pt

Book Depository

Free Delivery on all Books at the Book Depository